5G no Brasil: ISSO é o que você precisa saber




5G no Brasil ainda não é está perto de se tornar uma realidade por aqui. Ainda sim precisamos estar antenados a tudo que ele pode trazer.


Nesse artigo vamos cobrir o principal que você precisa saber sobre a chegada do 5G no Brasil, alguns dos impasses que estão ocorrendo, se 5G faz mal e o que esperar no futuro.


Vem com a gente para ficar bem informado.






RESUMO:

A tecnologia 5G tem previsão de chegar no Brasil em 2023, segundo fontes como a BBC. Ainda temos muito chão até chegarmos lá. Porém, a perspectiva para o futuro é positiva. As redes 5G trarão melhorias que vão além do próprio sinal. Veja nossa explicação completa nesse artigo.




O QUE É 5G?


Antes de abordamos a chegada dessa tecnologia aqui no Brasil para a grande maioria dos consumidores, precisamos entender exatamente o que é.


Se você quiser mais detalhes técnicos sobre a tecnologia 5G, você pode ler nossa matéria mais aprofundada nesse aspecto. É só clicar aqui e ler.


Mas e aí, o que é tecnologia 5g?


Basicamente, é a quinta geração de redes móveis. Antes de 5G, tivemos 2G, 3G e 4G. Ele é um avanço enorme em relação às gerações anteriores, podendo trazer velocidades até 10x mais rápidas.


Isso se traduz para o mundo real de forma magnífica, proporcionando uma instantaneidade imensa ao usuário, mesmo para tarefas de download e upload mais exigentes.


Além disso, 5G também apresenta larguras de banda melhores, o que significa mais aparelhos conectados de uma única vez.


Sem mais lugares superlotados e com internet horrível.





Essa nova tecnologia também apresenta uma resposta de conexão muito maior. Proporcionando respostas de servidores de empresas como Amazon ou Netflix basicamente instantâneas.


Apesar de parecer apenas mais um avanço em numeração, 5G traz séries possibilidades de mudança profundas na forma como usamos serviços online.


A questão não é se 5G é relevante ou não, é óbvio que será uma mudança necessária. A questão principal é: quanto tempo precisaremos esperar?





QUANDO 5G CHEGARÁ NO BRASIL?


Nesse aspecto as notícias podem não ser a melhores. Redes 5G estão sendo testadas em diversas cidades dos Estados Unidos (como New York, Chicago e Los Angeles) e na Europa.


E o que temos acompanhado de testes feitos para consumidores em larga escala é que eles têm apresentado pontos positivos e negativos.


O lado positivo, como abordamos antes, é a velocidade. Estando ao lado de uma torre 5G é possível baixar um jogo de mais de 1GB em menos de 10 segundos.


O lado negativo é o baixo alcance. Se, por um lado, estar ao lado de uma torre dessas traz ótimas vantagens de velocidade, basta virar a esquina para esse sinal desaparecer.


Bom, na verdade, ele não desaparece. Apenas deixa de ser 5G e volta para "4.5G" ou algo do tipo.


Isso cria uma barreira para a implementação da tecnologia 5G no Brasil, elevando a quantidade de mão de obra e equipamento e, consequentemente, de custo.


Por isso, campanhas de marketing agressivas serão vitais para convencer os consumidores e consumidoras brasileiros de que vale a pena pagar mais caro por um celular 5g.


Especialmente se pararmos para pensar o quanto 4G pode ser veloz, caso você esteja em uma área de ótima cobertura.


No Brasil, a líder em cobertura 4G é a TIM, que possui 3.510 municípios. Em segundo a VIVO e terceiro a Claro. Todas as operadoras juntas totalizam 4.844 municípios, 97,2%.


Mas por que estamos falando de 4G em um artigo sobre 5G?





Falar sobre o retrospecto das operadoras de telefonia e as implementações de novas tecnologias no Brasil é relevante.


Dessa forma conseguimos entender melhor toda a situação da tecnologia 5G aqui no Brasil e como esse futuro deve estar, no mínimo, há 2 ou 3 anos de distância.


Apesar da melhoria nos serviços (e principalmente nos preços) apresentadas pelas 4 maiores operadoras nos últimos anos, seus retrospectos não têm sido dos melhores quando o assunto é agilidade em implementação de novas tecnologias.


As longas esperas do passado não nos deixam otimistas em relação futuro de conectividade do Brasil.


Segundo reportagem divulgada pela BBC Brasil, no ano passado, a previsão de usabilidade em larga escala é 2023.


Nos resta aguardar.





NEM TUDO SÃO FLORES


Dentre os percalços enfrentados para a implementação das redes 5G estão algumas exigências da Anatel.


Por exemplo, que, para áreas que não receberem a cobertura para a nova tecnologia, seja ofertada uma velocidade 4G ou superior.


Além disso, também foi estabelecida uma meta de cobertura de 95% de áreas urbanas que possuam menos de 30 habitantes.





Não acreditamos que a Anatel esteja errada nesse aspecto. Essas regulamentações são importantes e necessárias para uma melhor implementação da tecnologia.


Outro aspecto importante, dessa vez de caráter técnico, é a possível interferência das frequências 3,5 GHz com serviços de televisão parabólica.


Esse tipo de serviço opera com ondas de mesma frequência, podendo causar problemas para transmissão.


Soluções já foram foram apresentadas, mas por enquanto nada definitivo.





QUAL É A VELOCIDADE 5G?


Em condições ideias, a velocidade 5G pode chegar em 10 Gbit/s, segundo a empresa de telefonia móvel alemã Telekom.


Apenas como comparação, o 4G LTE pode chegar a 300 Mbit/s em uma situaçao perfeita (3%), mas não é o normal. Ou seja, a diferença realmente é grande e permite um novo modo de pensar a internet.





Isso porque com velocidades como essa tudo passa a ser mais instantâneo, podendo mudar drasticamente os tipos de serviços online que podemos usar.


Tempo é o que temos de mais precioso, é uma coisa que não pode ser comprada por nenhuma quantia de dinheiro. Por isso tanto dinheiro é investido em tecnologias como essa, que nos devolvem um pouco de tempo.


Elas nos permitem esperar menos e fazer mais do que queremos.





5G FAZ MAL?


A resposta curta é: não, 5G não faz mal.


Para entendermos um pouco melhor é preciso olhar para o espectro eletromagnético.


A tecnologia 5G, assim como todas as outras que vieram antes dela, dependem de sinais transportados por ondas de rádio.


Em nosso dia a dia, estamos cercados de radiação eletromagnética, tanto de fontes criadas pelo ser humano, como sinais de rádio e televisão, quanto fontes naturais, como a luz solar.


Porém, segundo o pesquisador irlandês David Robert Grimes, a banda de onda de rádio não é ionizante.





Isso significa que ela não possui a energia necessária para separar o DNA, causando danos a um nível celular.


Em outras palavras, elas não causariam câncer mesmo com exposições por longos períodos de tempo.


Em níveis mais elevados do espectro eletromagnético, há altos riscos com exposição prolongada. Os raios ultravioleta do Sol são um exemplo desse tipo de onda.


David Grimes ainda afirma que a preocupação das pessoas é compreensível, porém é importante observar que esse tipo de onda é muito mais fraco do que a luz a qual estamos expostos todos os dias.


Logo, apesar de toda especulação, não devemos nos preocupar com a implementação das redes 5G aqui no Brasil.





CONCLUSÃO


Em resumo, a tecnologia 5G deve chegar ao Brasil apenas em 2023, segundo dados da BBC.


Contudo, acreditamos que sua espera valerá a pena. Como comentamos ao longo deste artigo, ela trará novas possibilidades e, possivelmente, novas maneiras de usarmos nossos aparelhos eletrônicos.


5G será muito mais do que apenas uma evolução banal, como muitos talvez esperam. Ela é o começo de um futuro sem carregamento. Ou seja, acesso a serviços de maneira muito mais instantânea.


Já é possível comprar celulares 5G aqui no Brasil, apesar de não recomendarmos que você faça isso ainda. Você pode ler mais sobre esse assunto aqui.


De modo geral, apesar da espera de pelo menos 3 a 4 anos, estamos otimistas e ansiosos pela chegada dessa nova tecnologia. Somos entusiastas daquilo que nos leva adiante.


Não seria diferente com 5G.


O que você espera da chegada da 5G aqui no Brasil?


Gostou desse conteúdo? Aproveita e dá uma olhada nos outros artigos que nós temos disponíveis na Revista Bleck. Além disso, se tiver alguma ideia ou sugestão, fique bem à vontade pra mandar para nós via e-mail.


E não esquece de compartilhar nosso site com alguém que pode ser ajudado por ele, bora mudar esse mundo pra melhor e aproximar as pessoas das tecnologias que elas usam.






© 2020 Bleck. Todos os direitos reservados.